Forum Historiae 
Comportamento humano e conhecimento
Comportamento humano e conhecimento

“O modo de produção da vida material condiciona o processo de vida social, política e intelectual (...) não é a consciência dos homens que determina a realidade; ao contrário, é a realidade social que determina sua consciência”.

MARX, Karl. Prefácio da Crítica à Economia Política

 

“... A imagem de felicidade que nutrimos é totalmente tingida pela época que nos foi atribuída pelo curso da nossa própria existência.

(...) A imagem da felicidade está indissoluvelmente ligada à redenção. O mesmo ocorre com a representação do passado, que a história transforma em seu objeto. O passado traz consigo um índice secreto, que impele à redenção. Pois não somos tocados por um sopro do ar que envolveu nossos antepassados? Não existem, nas vozes a que agora damos ouvidos, ecos de vozes que emudeceram? Não têm as mulheres que cortejamos irmãs que elas não chegaram a conhecer? Se assim é, então existe um encontro secreto marcado entre as gerações precedentes e a nossa.”

BENJAMIN, Walter. "Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura"

 

“Eu não vim pregar a tolerância! Porque a mais ilimitada liberdade de religião é para mim um direito tão sacrossanto, que a própria palavra ‘tolerância’ com que se pretende exprimí-lo é já, de algum modo, tirânica (...) A existência de uma autoridade que tem o poder de tolerar atenta contra a liberdade de pensamento pelo facto mesmo de que tolera e, por conseguinte, poderia não tolerar.”

Honoré Gabriel Riqueti de Mirabeau

 

“... A liberdade (a independência relativamente ao arbítrio constritivo de outrem), na medida em que pode coexistir com a liberdade de qualquer outro segundo uma lei universal, é este direito único, originário, que corresponde a todo o homem em virtude da sua humanidade."

KANT, Immanuel. Fundamentação da Metafísica dos Costumes”, 1797.

 

“[Tolerância] tendência a admitir modos de pensar, de agir e de sentir que diferem dos de um indivíduo ou de grupos determinados, políticos ou religiosos (...); diferença máxima admitida entre um valor especificado e o obtido; margem especificada como admissível para o erro e uma medida ou para discrepância em relação a um padrão."

Aurélio Buarque de Holanda

 

“A questão de saber se cabe ao pensar humano uma verdade objetiva não é uma questão da teoria, mas sim uma questão prática. É na práxis que o ser humano tem de provar a verdade, quer dizer, a realidade e o poder, o caráter terreno de seu pensar.”

 

MARX, Karl. A ideologia alemã

 

"Essa capacidade para esquecer (...) é um requisito indispensável da higiene mental e física, sem o que a vida civilizada seria insuportável ... (...) Esquecer é também perdoar o que não seria perdoado se a justiça e a liberdade prevalecerem. Esse perdão reproduz as condições que reproduzem injustiça e escravidão: esquecer o sofrimento passado é perdoar as forças que o causaram _ sem derrotar essas forças. As feridas que saram com o tempo são também as feridas que contêm o veneno. Contra essa rendição do tempo, o reinvestimento da recordação em seus direitos, como um veiculo de libertação, é uma das mais nobres tarefas do pensamento. (...) Tal como a faculdade de esquecer, aparece-nos a capacidade para relembrar é um produto da civilização _ talvez a sua mais vetusta e fundamental realização psicológica".

(Herbert MARCUSE, “Eros e civilização", Zahar Edit., R.Janeiro, 1981, p.200)

 

“Quanto maior a sede, maior é o prazer em satisfaze-la.”

Dante Alliguieri

 

“A maior glória não está em nunca cair, mas sim em levantar-se sempre depois de uma queda”.

Confúcio

 

“A dúvida é o início da sabedoria”.

Aristóteles

 

“A grandeza não consiste em receber honras, mas em merece-las”.

Aristóteles

 

“Viva cada dia de sua vida como se fosse o último, pois um dia desses vai ser mesmo”.

Alfred E. Newman

 

“Qualquer pessoa que tenha lido a história da humanidade, aprendeu que a desobediência é a virtude original do homem”.

Oscar Wilde

 

“Com Copérnico, o homem deixou de estar no centro do universo. Com Darwin, o homem deixou de ser o centro do reino animal. Com Marx, o homem deixou de ser o centro da história (que, aliás, não possui um centro). Com Freud, o homem deixou de ser o centro de si mesmo.”

COELHO, Eduardo Prado. Estruturalismo; antologia de textos teóricos. Lisboa: Portugália Ed., p. XXXVIII.

 

“Mesmo tendo juízo não faço tudo certo, todo paraíso precisa um pouco de inferno”.

Marta Medeiros

 

“Me pergunto se me esqueceriam, se eu abrisse as portas e me afastasse e virasse árvore”.

Sylvia Plath

 

“São as circunstâncias que regem os homens e não os homens que regem as circunstâncias”.

Eurípedes

 

“Dize-me como morres e dir-te-ei quem és”.

PAZ, Octavio. O labirinto da solidão e Post-scriptum. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984, p. 52.

 

“Só é vivo aquele que rejeita suas convicções de ontem”.

MALEVICH; in: Arte Moderna: Vanguarda, derivações e reflexões segundo o acervo do MAC USP. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1993, p. 5.

 

“Um mundo diferente não pode ser construído por pessoas indiferentes.”

Anônimo (uso popular)

 

“Ser inteiramente sincero consigo mesmo é um ótimo exercício”.

Sigmund Freud

 

“Na realidade, existe uma paixão masculina e legítima pela igualdade, que induz os homens a desejarem ser todos fortes e respeitados. Essa paixão tende a elevar os pequenos ao nível dos grandes; mas também se encontra no coração humano um depravado gosto pela igualdade, que leva os fracos a desejar atrair os fortes para o seu nível e que reduz os homens a preferir a igualdade na servidão à desigualdade na liberdade”.

TOCQUEVILLE, Aléxis de. A democracia na América. São Paulo: Editora Italiana Limitada; Editora da Universidade de São Paulo, s/d, p. 49.

 

“Um homem da aldeia de Neguá, no litoral da Colômbia, conseguiu subir aos céus.

Quando voltou, contou. Disse que tinha contemplado, lá do alto, a vida humana. E disse que somos um mar de fogueirinhas.

-          O mundo é isso – revelou -. Um montão de gente, um mar de fogueirinhas.

Cada pessoa brilha com luz própria entre todas as outras. Não existem duas fogueirinhas iguais. Existem fogueirinhas grandes e fogueirinhas pequenas e fogueirinhas de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem percebe o vento, e gente de fogo louco que enche o ar de chispas. Alguns fogos são bobos, não alumiam nem queimam; mas outros incendeiam a vida com tamanha vontade que é impossível olhar para eles sem pestanejar, e quem chega perto pega fogo.”

Eduardo Galeano

 

“Desejo também que você tenha amigos

Que mesmo maus e inconseqüentes

Sejam corajosos e fiéis

E que em pelo menos num deles

Você possa confiar sem duvidar

Desejo ainda que você tenha inimigos,

Nem muitos, nem poucos

E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo

Para que você não se sinta demasiado seguro.”

Victor Hugo

 

“Aprender sem estudar, enriquecer sem trabalhar, valer sem ter mérito, ostentar sem conta, sem peso e sem medida: - eis os modernos ideais”.

AGUDO, José; citado por SALIBA, Elias Thomé. “A dimensão cômica da vida privada na república”; in: NOVAIS, Fernando A. (org.). História da vida privada no Brasil. Vol. 3 (4 vol.) São Paulo: Companhia das Letras, s/d., p. 331.

 

“A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original”.

Einstein

 

“Quando eu tiver setenta anos então vai acabar esta minha adolescência”.

Paulo Leminski

 

“Sonhos são como deuses, quando não se acredita neles deixam de existir”.

Paulinho Moska

 

“Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas há também quem garanta que nem todas, mas somente as de verão. Mas no fundo não tem importância, o que interessa mesmo são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado”.

Shakespeare

 

“A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer”.

Mário Quintana

 

“A porta da verdade estava aberta mas só deixava passar meia pessoa por vez”.

Drummond

 

“Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, que sempre que um homem sonha o mundo pula e avança como bola colorida entre as mãos de uma criança”.

Antonio Gedeão

 

“Jamais diga uma mentira que não possa provar”.

Millor Fernandes

 

“Se desejais conhecer o caráter de um homem, não vos detenhais em seus grandes atos. Qualquer néscio pode se converter em herói em certas circunstâncias. Observai um homem quando executa suas ações comuns e insignificantes, essas são em verdade as que revelam seu verdadeiro caráter, ou o caráter de um grande homem. As grandes ocasiões fazem grande o mais vulgar dos homens, porém, só é grande aquele cujo caráter é sempre grande, sempre igual em todos os momentos”.

Swami Vivekananda – “Karma Yoga”

 

“Comumente os homens empreendem coisas que não podem realizar, e buscam enganar e enganam as pessoas que possuem os meios que lhe faltam”.

Swami Vivekananda – “Karma Yoga”

 

“Nunca vos orgulhais de vossas esmolas aos pobres, nem esperais sua gratidão: ficai, ao contrário, agradecido porque tiveste a ocasião de praticar a caridade”.

Swami Vivekananda

 

“A necessidade é a mãe da invenção”.

Platão

 

“Aprendi que não adianta o passado morto que deprime, nem o futuro incerto que anseia. Você me ensinou que sou uma ponte entre o passado e o futuro. Uma ponte em construção na procura do infinito”.

Bhagwan Shree Rajneesh – “A semente de mostarda”

 

“Eu me esqueci no armário. Pensei estar vivendo, estudando, trabalhando, sendo! Pensei ter amado e odiado, aprendido e ensinado, fugido e lutado, confundido e explicado. Mas hoje, surpreso, me vi no armário embutido, calado, sozinho, perdido, parado”.

Fabio Rocha

 

“Ao ver uma luz no fim do túnel, certifique-se de que não é o trem”.

[dito popular]

 

“Hay que endurecer se sin perder la ternura, jamas”.

Che Guevara

 

“A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo”.

Anaïs Nin

 

“Em geral, só se pedem conselhos para não os seguir; ou, quando se seguem, para ter alguém que se possa censurar por havê-los dado”.

Alexandre Dumas – “Os três mosqueteiros”

 

“Só se pode combater a preocupação extrema com a extrema indiferença”.

Alexandre Dumas – “Os três mosqueteiros II”

 

“Os trens se cruzam em direções contrárias porque os homens nunca estão contentes em nenhuma parte”.

Apotesose

 

“E quando você olha para o abismo, o abismo também olha para você”.

Nietzsche

 

“Para obter sucesso, não podemos usar as técnicas que condenamos! Devemos ser melhores que o inimigo... ou já perdemos... antes de começar”.

Larry Hama – “A caça ao pesadelo”

 

“A vida é maravilhosa se não se tem medo dela”.

Charles Chaplin

 

“No caos há mais espontaneidade”.

Jim Starley – “Rapsódias Nefárias”

 

“Deus está morto – Nietzsche

Nietzsche está morto – Deus”

[frase pichada no muro de Berlim]

 

“O orgulho sempre antecede a queda”.

D.G. Chichester – “Caindo em desgraça”

 

“A face semicoberta da vingança move muito no cosmo! É tão íntima da ordem natural quanto os rostos da equivalência e da necessidade”.

Al Migron – “A serviço do demônio”

 

“Quem fracassou várias vezes... Conhece o caminho das pedras”.

Liefild – “Na mira de fogo”

 

“Posso não concordar com nada do que tu dizes, mas defenderei até a morte teu direito de proferir tua opinião”.

Voltaire

 

“A única certeza da vida é o péssimo hábito que ela tem de nos surpreender”.

Alan Davis – “Verdade e conseqüências”

 

“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe”.

Oscar Wilde

 

“Não existem pessoas normais, e a vida só existe em diferentes níveis de anormalidade”.

Peter David – “A fuga”

 

“O rugir dos leões, o uivo dos lobos, a ira do mar revolto e a espada devastadora são porções da eternidade demasiado grande para o olho humano”.

William Blake

 

“Todos nós nascemos originais e morremos cópias”.

Carl J. Jung

 

“Quando as portas da percepção forem purificadas, o homem verá as coisas como elas realmente são, infinitas”.

William Blake

 

“O raio não fulmina os vales”.

Alexandre Dumas

 

“Você deve ser o mestre e vencer, ou servir e perder, lamentar ou triunfar, ser a bigorna ou o martelo”.

Goethe

 

“As palavras são as moedas do pensamento! Não devem ser desperdiçadas”.

Peter David – “O difícil retorno”

 

“O valor de um homem não é medido pela sua capacidade de derrotar um oponente... mas pelo seu triunfo sobre si mesmo”.

Fabian Nicieza – “Gritos sussurrados”

 

“Senso de humor é o sentimento que faz você rir daquilo que o deixaria louco de raiva se acontecesse com você”.

Barão de Itararé

 

“Todo homem tem três personalidades: a que exibe, a que possui e a que julga possuir”.

Alphonse Karr

 

“Quando a oportunidade bate à porta, algumas pessoas estão no quintal procurando trevos de 4 folhas”.

[anônimo]

 

“Em um mundo em que a vida se une tanto à vida, em que as flores amam as flores no leito dos ventos, em que o cisne conhece todos os cisnes, só os homens constroem a solidão”.

Alcides Amaral Salles (desembargador)

 

“O homem é a única criatura que se recusa a ser o que é”.

Albert Camus

 

“Quando um homem não tem uma razão suficientemente boa para fazer alguma coisa, tem uma boa razão para deixar de fazê-la”.

Sir Walter Scott

 

“Quando um homem estúpido faz algo de que se envergonha, diz sempre que cumpre com o seu dever”.

Bernard Shaw

 

“A liberdade é um bem tão precioso que cada qual quer ser dono da alheia”.

Montesquieu

 

“De vez em quando os homens tropeçam na verdade mas a maioria levanta-se rapidamente e continua como se nada tivesse acontecido”.

Churchill

 

“Quando olhar seu semelhante, pense um pouco em você antes de julga-lo”.

Apotesose

 

“Tudo é relativo: o tempo que dura um minuto depende de que lado da porta do banheiro você está”.

Barão de Itararé

 

“Não há ninguém que não seja estranho a si mesmo”.

Nietzsche

 

“Inicie seu amanhã exatamente onde hoje parou de sonhar”.

Patty Napolitano

 

“Creia-me, há mais fé na dúvida honesta do que em metade dos credos existentes”.

Alfred, Lord Tennyson

 

“Ter um amigo é ter um pedaço do tempo nas mãos”.

Apotesose

 

“Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos”.

Pablo Neruda

 

“Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado”.

Ruy Barbosa

 

“Toda glória deriva da ousadia para começar”.

Eugene F. Ware

 

“Onde as necessidades do mundo e seus talentos se cruzam, aí está sua vocação”.

Aristóteles

 

“Acontece com os livros op mesmo que com os homens: um pequeno grupo desempenha um grande papel”.

Voltaire

 

“Bom comportamento é o último refúgio da mediocridade”.

Henry S. Askins

 

“O homem só envelhece quando nele os lamentos substituem os sonhos”.

John Barreymore

 

“A conversação enriquece a compreensão; mas a solidão é a escola do gênio”.

Edward Gibson

 

“As leis não bastam.

Os lírios não nascem da lei”.

Drummond

 

“A diferença entre as lembranças falsas e verdadeiras é a mesma das jóias: as falsas sempre aparentam ser as mais reais, as mais brilhantes”.

Salvador Dali

 

“Não sei quanto a você, mas com esse negócio de clonagem, já estou me sentindo um disco de vinil”.

Luis Fernando Veríssimo

 

“Não perdi a memória. Só não lembro onde botei”.

Millôr

 

“Há quedas que provocam ascensões maiores”.

William Shakespeare

 

“Triste época! Mais fácil desintegrar um átomo que um preconceito”.

Albert Einstein

 

“Investir em conhecimento rende sempre os melhores juros”.

Benjamin Franklin

 

“DEVAGAR! Quem mais corre, mais tropeça”.

Shakespeare

 

“O Estado deve fazer o que é útil. O indivíduo deve fazer o que é belo”.

Oscar Wild

 

 “Toda verdade inédita começa como heresia e acaba como ortodoxia”.

Thomas Huxley

 

“Para Adão, o paraíso era onde estava Eva”.

Mark Twain

 

“Há duas coisas infinitas: o universo e a tolice dos homens”.

Albert Einstein

 

“O destino dos homens é a liberdade”.

Vinícius de Moraes

 

“A coisa mais dura de entender no mundo é o Imposto de Renda”.

Albert Einstein

 

“Não há nada mais vergonhoso do que alguém ser honrado pela fama dos antepassados e não pelo merecimento próprio”.

Platão

 

“Não vou buscar a esperança na linha do horizonte

Nem saciar a sede do futuro na fonte do passado

Nada espero e tudo quero

Sou quem toca

Sou quem dança

Quem na orquestra desafina

Quem delira sem ter febre

Sou o par e o parceiro

Das verdades a desconfiança”

João Ricardo e Apolinário

 

“Eu não tinha este rosto de hoje,

Assim calmo, assim triste, assim magro,

Nem estes olhos tão vazios,

Nem o lábio amargo...

... Eu não dei por esta mudança,

Tão simples, tão certa, tão fácil:

- Em que espelho ficou perdida

A minha face?”

Cecília Meireles

 

“Liberdade é uma palavra que o sonho alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que entenda”.

Cecília Meireles

 

“Se choras porque não consegues ver o sol, as tuas lágrimas impedir-te-ão de ver as estrelas”.

Tagore

 

“O mãe,

porque agente ainda se utiliza

de limpar os sonhos na manga da camisa

de cortar os pés nos cacos da ilusão

O mãe,

cuidaste bem da minha catapora

hoje sou um homem forte e agora

posso seguir na minha solidão”.

Kleber Albuquerque

 

“Batatinha quando nasce

no sertão deste país

exportada logo após

a colheita desta raiz

forno, óleo, rapidez

seu pedido, por favor!

o ticket é a bola da vez

Elizabeth, aqui está seu troco

Frednch Fries, fritas médias

bom apetite

pois a vacina da hepatite

é a fast food

se a bandeja cair

aquela batatinha

que quando nasce

se esparrama pelo chão.”

Erica Estelles

 

“Sempre que não quer alguma coisa, você a consegue.”

Calvin Coolidge

 

“There are no unimportant tears.”

Arthur Miller. After the fall. Middleessex: Pinguim Books, p. 66

 

“O que não escrevi, calou-me

O que não fiz, partiu-me

O que não senti, doeu-se

O que não vivi, morreu-se

O que adiei, adeu-se.”

Afonso Romano de Sant’Ana

 

“A espécie humana será a única que se ergue puxando-se pelos próprios cabelos, outro modo de dizer que o ser humano vive dos significados que ele mesmo se atribui. E esses significados se alteram e se substituem, modificando incessantemente a trama que sustenta o ser humano.”

Teixeira Coelho

 

“Às vezes, pequenos grandes terremotos ocorrem do lado esquerdo do meu peito. Fora, não se dão conta os desatentos. Os mais íntimos já me viram remexendo escombros. Em mim há algo imóvel e soterrado em permanente assombro.”

Affonso Romano de Sant’Anna

 

“Peque por ação, não por omissão.”

Comandante Rolim

 

“Tem gente que sonha com realizações importantes, e há quem vai lá e realiza.”

George Bernard Shaw

 

“Vamos agradecer aos idiotas. Não fosse por eles não faríamos tanto sucesso.”

Mark Twain

 

“Sem o braço que nivela e constrói, aquele que serve de apoio à nobre fronte pensante não teria paz. Sem a conquista de um certo bem-estar material, é impossível o reino do espírito nas sociedades humanas.”

José Enrique Rodo. Ariel, p. 92.

 

“Cada vez me pareço menos com minha foto 3x4.”

Cristina Guerra

 

“Contra o otimismo não há vacinas.”

Mario Benedetti

 

“Jamais se chega tão alto como quando se ignora até onde se sobe.”

Napoleão

 

“Os líderes verdadeiros são gente comum com uma determinação incomum.”

John Wooden

 

“Um pessimista é só um otimista bem informado.”

Mario Benedetti

 

“Preocupe-se mais com seu caráter do que com sua reputação. O seu caráter é o que você realmente é, enquanto sua reputação é apenas o que os outros acham que você é.”

John Wooden

 

“O homem é mortal por seus temores e imortal por seus desejos.”

Pitágoras

 

“É um paradoxo a Terra se mover ao redor do Sol e a água ser constituída por dois gases altamente inflamáveis. A verdade científica é sempre um paradoxo, se julgada pela experiência cotidiana que se agarra à aparência efêmera das coisas.”

Karl Marx

 

“A inteligência é invisível para quem não tem nenhuma.”

Arthur Schopenhauer

 

“A estupidez é infinitamente mais fascinante do que a inteligência. A inteligência tem seus limites, a estupidez não.”

Claude Chabrol

 

“No mistério do sem-fim

equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,

e, no jardim, um canteiro;

no canteiro uma violeta,

e, sobre ela, o dia inteiro,

entre o planeta e o sem-fim,

a asa de uma borboleta.”

Cecília Meireles

 

 “Seja a mudança que você deseja ver no mundo.”

Mahatma Gandhi

 

“Do materialismo ao espiritualismo é uma simples questão de esperar esgotarem-se os limites do primeiro.”

Raul Seixas

 

“Para o sapo no fundo da fonte, o céu tem o tamanho da boca do poço.”

[sabedoria asiática]

 

“Muitas vezes, o que se cala faz maior impacto do que o que se diz.”

Píndaro

 

“Quem cedo madruga demora mais para almoçar.”

[ditado popular brasileiro]

 

“O demônio pode citar as Escrituras para justificar seus fins.”

Shakespeare

 

“No caráter, na conduta, no estilo, em todas as coisas, a simplicidade é a suprema virtude.”

Henry Wadsworth

 

“A águia voa sozinha, os corvos voam em bando; o tolo tem necessidade de companhia, e o sábio tem necessidade de solidão.”

Ruckert

 

“Somos aquilo que fizemos repetidamente.”

Aristóteles

 

“O homem é o que ele acredita.”

Anton Tchecóv

 

“Só os loucos e os mortos nunca mudam de opinião.”

Lowell

 

“A probabilidade de alguém estar observando você é proporcional à estupidez da sua ação.”

Kindsvater

 

“Os bons pensamentos produzem bons frutos e os maus pensamentos produzem maus frutos... e o homem é seu próprio jardineiro.”

James Allen

 

“Começamos a dar bons conselhos quando a idade nos impede de dar maus exemplos.”

Juevas de Exélsior

 

 “O caminho que conduz à verdade é lento e árduo.”

MATHIEZ, Albert; citado por NICOLLE, Paul. A Revolução Francesa. Mira-Sintra: Publicações Europa-América, 1975.

 

“Um líder não é o detentor de um título nem é mais justo por ter estudado as leis. O líder é conhecedor das regras no mais amplo sentido humano, e se escolhe transgredi-las, é por ser fiel a si mesmo”.

ROMERO, Leila Maria. “El Cid: O guerreiro fiel”. Correio do Icarabe, ano 3, ed. 93, 20-26 mar. 2007.

 

“Em todos nós, ainda nos de melhor natureza, subsiste a fera que durante o nosso sono abre os olhos e espia”.

Platão. A República (571-2), citado por DURANT, Will. História da Filosofia: vida e idéia dos grandes filósofos. São Paulo: Editora Nacional, 1956, p. 45.

 

“Cada indivíduo é um cosmos ou um caos de desejos, emoções e ideias; se estes se harmonizam, o individuo subsiste e triunfa; mas se perderem a função própria, se a emoção tentar tornar-se a luz ou o fogo da ação (como no fanático), ou se o pensamento tentar tornar-se o fogo e a luz da ação (como no intelectual), começará a desintegração da personalidade e se aproximará a derrota, como noite inevitável”.

DURANT, Will. História da Filosofia: vida e idéia dos grandes filósofos. São Paulo: Editora Nacional, 1956, p. 57.

 

Prudens quaestio dimidium scientiae – saber o que se ha de perguntar já é saber metade”.

Aristóteles, citado por DURANT, Will. História da Filosofia: vida e idéia dos grandes filósofos. São Paulo: Editora Nacional, 1956, p. 84

 

“Pois nós escolhemos a felicidade por si mesma e nunca tendo em vista algo além dela; amamos a honra, o prazer, a inteligencia... por o supormos meios de atingir a felicidade”.

Aristóteles. Etica, I, 7, citado por DURANT, Will. História da Filosofia: vida e idéia dos grandes filósofos. São Paulo: Editora Nacional, 1956, p. 89.

 

“. . . Os homens ferem ou por medo ou por ódio.”

MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. São Paulo: Martins Fontes, 2001, p. 34.

 

“. . . Diante de qualquer dúvida, eu preferiria enganar-me com sinceridade a afirmar algo que não creio. Em suma, prefiro a sinceridade à exatidão”.

MORE, Thomas. Utopia. São Paulo: Martins Fontes, 1999, p. 9 

 

“A cultura é coisa estranha à maior parte dos homens, e são muitos os que a desprezam. Os ignorantes rejeitam como difícil tudo o que não seja a perfeita imagem de sua ignorância. Os pedantes menosprezam, como coisa vulgar, tudo o que não venha abarrotado de arcaísmos. Alguns leitores só apreciam os autores antigos; a maior parte vê valor sobretudo nas próprias obras. Aqui, há um indivíduo tão sério que não suporta a menor sombra de humor; lá, um outro tão insípedo que é incapaz de suportar o sal da agudeza de espírito. Alguns parvos fogem da sátira como fogo da água o homem mordido por um cão hidrófobo; alguns são tão volúveis que aquilo que lhes agrada quando estão sentados não mais lhes agrada quando estão de pé”.

MORE, Thomas. Utopia. São Paulo: Martins Fontes, 1999, p. 10

 

“. . . A crença em que as próprias opiniões são as mais acertadas é algo que faz parte da própria natureza humana. É por isso que os corvos se encantam com a graça dos seus filhotes, e as macacas consideram seus filhos dotados da mais extraordinária beleza”.

MORE, Thomas. Utopia. São Paulo: Martins Fontes, 1999, p. 23

 

“. . .  Quem se dispõe a discutir com um idiota faz também o papel de tolo”.

MORE, Thomas. Utopia. São Paulo: Martins Fontes, 1999, p. 46

 

“Meu pensamento sou eu: eis por que não posso parar. Existo porque penso... e não posso me impedir de pensar. Nesse exato momento – é terrível -, se existo é porque tenho horror a existir. Sou eu, sou eu que me extraio do nada a que aspiro: o ódio, a repugnância de existir, são outras tantas maneiras de me fazer existir, de me embrenhar na existência. Os pensamentos nascem por trás de mim como uma vertigem (...) o pensamento cresce, cresce, e ei-lo imenso, enchendo-me por inteiro e renovando minha existência”.

Jean-Paul Sartre. A Náusea. São Paulo: Nova Fronteira, p. 154

 

“Esquecer é também perdoar o que não seria perdoado se a justiça e a liberdade prevalecerem. Esse perdão reproduz as condições que reproduzem injustiça e escravidão: esquecer o sofrimento passado é perdoar as forças que o causaram – sem derrotar essas forças. As feridas que saram com o tempo são também as feridas que contêm o veneno. Contra essa rendição ao tempo, ao reinvestimento da recordação em seus direitos, como um veículo de libertação, é uma das mais nobres tarefas do pensamento (...). Tal como a capacidade de esquecer, a capacidade de relembrar é um produto da civilização – talvez a sua mais vetusta e fundamental realização psicológica”.

Herbert Marcuse, “Eros e Civilização – uma   interpretação filosófica do pensamento de Freud”, Rio de Janeiro: Zahar, 1981, p. 200.

 

“Não tenha medo da pobreza, nem do exílio, nem da prisão, nem da morte. Mas tenha medo do medo”.

Alfred de Vigny

 

“Você não se torna iluminado imaginando figuras de luz, mas sim ao tornar a escuridão consciente. Porém, esse procedimento é desagradável, portanto, não popular.”

Carl Gustav Jung

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
1


Partilhe esta Página

“A história me precede e se antecipa à minha reflexão. Pertenço à história antes de pertencer a mim mesmo”.

RICOEUR, Paul. Interpretação e ideologias. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora S.A., 1977, p. 39.

 

 

Follow me on Academia.edu